Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img
img
img
Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Agente socioeducativo escapa da morte no Bairro Capitão Eduardo
Publicado em 20/10/2020 10:10

Policiais desconfiam que tentativa seja em decorrência de uma ameaça, feita há sete anos.

(Foto: Google Street View/Reprodução)

O velho termo “ver a avó pela greta” explica bem o que o agente socioeducativo Vagner Salomão Silva vivenciou na manhã desta segunda-feira, quando quase foi morto por dois ladrões que o confundiram com um agente penitenciário. O fato aconteceu na Rua Macaúbas, Bairro Capitão Eduardo.

 

Era cedo quando Vagner estava indo, de motocicleta, para o trabalho. Ele exerce a função de socioeducador há três anos, no Centro Socioeducativo Santa Clara, em Capitão Eduardo, quando foi surpreendido por dois homens, que saltaram da mata, gritando: “perdeu, perdeu...”

 

Ambos usavam balaclavas negras e mandaram que ele permanecesse sentado na moto e entrasse numa rua lateral, de terra, que liga o Capitão Eduardo ao Bairro Paulo VI. Depois de 60 metros, mandaram que parasse e um dos homens começou a gritar para o comparsa: “É agente, é agente, mata ele”.

 

Nesse instante, o comparsa mirou no agente e disparou seu revólver. Em seguida, os dois fugiram, correndo a pé. Por sorte de Vagner, a bala acertou no retrovisor. Ele caiu no chão, vendo os dois agressores correndo em direção ao Bairro Paulo VI.

 

Busca

A Polícia Militar compareceu ao local e depois de pegar a descrição e as roupas dos agressores, iniciou uma busca na região, no entanto, os criminosos não foram encontrados.

 

Numa conversa com os policiais, o agente contou que antes de exercer a função no Centro Socioeducativo Santa Clara, trabalhou como agente penal por nove anos. Nesse período, apenas uma vez sofreu uma ameaça, há cerca de sete anos. O fato levou os policiais a desconfiarem que um dos dois homens seria o autor da ameaça no presídio. Por não ter sofrido lesões, o agente foi liberado.

Fonte: Ivan Drummond – Estado de Minas

MAIS NOTÍCIAS
O Governo de Minas Gerais dá aumento ao judiciário e calote na Segurança Pública

A notícia divulgada nesta última quinta-feira (7) do novo projeto de lei, sancionado pelo Governador de Minas, Romeu Zema, em recalcular base do terço de férias para juízes e desembargadores, sendo previsto...Leia mais.

PMMG anuncia as ações de segurança no Carnaval 2021

A notícia divulgada nesta última quinta-feira (7) do novo projeto de lei, sancionado pelo Governador de Minas, Romeu Zema, em recalcular base do terço de férias para juízes e desembargadores, sendo previsto...Leia mais.

Atuação do CBMMG durante intensas chuvas em Minas foi essencial para poupar vidas

A atuação dos militares converge e reflete a busca incessante da corporação pela segurança e preservação da população mineira, nas situações de catástrofe e...Leia mais.

12ª Cia PMMG apreende 689 kg de maconha e crack no município de Antônio Dias

Nesta segunda-feira (08), polícia militar da 12ª Cia MAMB prendeu homem suspeito de tráfico ilícito de drogas no município de Antônio Dias, Região metropolitana do Vale do Aço em Minas Gerais e...Leia mais.

Bombeiros encontram corpo de motorista que teve carro arrastado e caiu em rio

(Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação)

Os bombeiros encontraram o corpo de um motorista que teve o carro arrastado enquanto atravessava uma ponte sobre o Rio Mosquito, em Porteirinha, no Norte de Minas. As buscas...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2021 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG