Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img
img
img
Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Polícia indicia suspeito de estuprar 14 meninas que conheceu em eventos religiosos no Norte de Minas
Publicado em 18/08/2020 13:08

Um homem, de 54 anos, que realizava eventos religiosos e infantis na região de Várzea da Palma, no Norte de Minas, foi indiciado pela Polícia Civil pelo suposto abuso sexual de 14 meninas em mais de 20 anos na localidade. O número, no entanto, pode ser bem maior.

 

O inquérito, concluído em janeiro deste ano, ganhou repercussão nesta segunda-feira (17). Guilherme Vasconcelos Cardoso, delegado titular da Delegacia de Polícia Civil de Várzea da Palma e responsável pela investigação, explicou que o caso correu em segredo de Justiça e, por essa razão, não foi divulgado anteriormente.

 

"Ele montava grupos religiosos e cooptava crianças para participar das reuniões. Eram, principalmente, crianças carentes. Algumas ele escolhia e praticava o abuso sexual. Ele fez isso por mais de 20 anos", declarou Cardoso.

 

Conforme o investigador, o caso chegou até a Polícia Civil após uma das supostas vítimas, atualmente com 25 anos, ter relatado em redes sociais, no fim do ano passado, que havia sido abusada pelo homem, que é pedreiro, quando era pequena.

 

A investigação foi aberta e 14 pessoas foram ouvidas na condição de vítimas e outras pessoas como informantes. O primeiro caso registrado no inquérito ocorreu em 2004 e o mais recente há três anos. As meninas, segundo Cardoso, tinham entre seis e 10 anos de idade.

 

O inquérito foi concluído após dois meses de investigação, o que resultou no indiciamento do homem. "Entendi que havia elementos suficientes para que ele respondesse criminalmente pelos atos que praticou", relatou o delegado.

 

Hoje o homem cumpre medidas cautelares em liberdade, entre as quais a proibição de manter contato com crianças e de realizar festividades.

 

Número pode ser maior

 

Ainda de acordo com o delegado, o número de vítimas pode ser ainda maior. Caso surjam novas denúncias de vítimas, o inquérito pode ser reaberto.

 

"É provável que o número seja muito maior. Depende muito de a pessoa denunciar, informar. É muito importante que, se surgirem novas vítimas, elas denunciem na Delegacia de Várzea da Palma", declarou.

 

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do suspeito.

Fonte: Anderson Rocha - Hoje Em Dia

MAIS NOTÍCIAS
Dois anos de trabalho intensivo do Corpo de Bombeiros de MG na tragédia Brumadinho

Há exatos dois anos, moradores da cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte, passaram por muito sofrimento, angustia e revolta trazida pelo rompimento da Barragem da Mina do Córrego do Feijão, sendo...Leia mais.

Polícia Militar Rodoviária inicia operação para apreender armas de fogo nas estradas de MG

A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) deu início, na madrugada desta segunda-feira (25), à segunda fase da operação Rota Segura, com foco na apreensão de armas de fogo nas estradas mineiras sob...Leia mais.

Mulher é esfaqueada, passa por cirurgia e marido está foragido

(Foto: Reprodução/Record Tv Minas)

Uma mulher de 47 anos foi esfaqueada na noite deste domingo (24), no bairro São Benedito, em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte. Clemência dos...Leia mais.

Padre desaparece após cair de pedra de cachoeira e bombeiros fazem buscas em MG

(Foto: Reprodução Arquidiocese)

O Corpo de Bombeiros realiza, na manhã desta segunda-feira (25), buscas para tentar encontrar um padre que desapareceu em uma cachoeira de Buenópolis, região...Leia mais.

Jovens são baleados em pagode no Morro do Papagaio; dois morreram

(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/ D.A Press)

Três jovens foram baleados na madrugada desta segunda-feira (25/01) no Morro do Papagaio, em Belo Horizonte. Dois morrerem no local e um sobreviveu aos quatro tiros que levou, sendo...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2021 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG