Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img
img
img
Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Homem morre após ser esfaqueado em passarela no Anel Rodoviário
Publicado em 24/09/2019 13:09

Polícia informou que autoria e motivação do crime ainda são desconhecidas.

(Foto: Ramon Bitencourt / O Tempo)

Um homem de 33 anos morreu após ser esfaqueado, na tarde desta segunda-feira (23), em uma das passarelas no Anel Rodoviário, altura do bairro Novo das Indústrias, região do Barreiro, em Belo Horizonte.

À Polícia Militar, populares contaram que viram Eloy Anderson Rocha da Silva ser perseguido por três homens e agredido com facadas, socos e chutes.

A vítima ainda foi socorrida com vida por uma equipe do Corpo de Bombeiros até o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. No entanto, não resistiu aos ferimentos no tórax, na cabeça e no abdômen. Em seguida, o trio fugiu sentido bairro Betânia.

Ainda conforme o registro policial, informalmente, algumas pessoas disseram que Eloy tinha características semelhantes à de um autor de estupro no bairro Betânia em data anterior e que algumas fotos foram compartilhadas pelo WhatsApp.

Segundo a Polícia Militar, há um registro contra Eloy por importunação sexual, no bairro Betânia, no último dia 16. A ocorrência foi registrada por uma mulher de 23 anos. Ainda conforme a PM, Eloy chegou a jogar fora ontem (22) a tornozeleira eletrônica que usava. Sua ficha criminal é extensa e inclui furtos, roubos, desacato a autoridades, importunação sexual e dano ao patrimônio.

Família confirma alguns crimes

A família de Eloy homem negou que ele tivesse envolvimento com algum caso de abuso sexual. Ainda conforme parentes, o homem estaria sendo ameaçado por roubos na região e já tinha sido avisado que seria agredido caso transitasse pelo bairro das Indústrias, Bonsucesso e Betânia.

Nenhum suspeito pelo crime foi localizado ou preso.

Fonte: Carolina Caetano – O Tempo

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2021 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG