Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Maior operação contra o tráfico prende 21 pessoas em Sete Lagoas
Publicado em 24/09/2020 11:09

Denilson Marinho Teixeira, o Véio, acusado de ser o maior traficante da cidade, foi detido na ação, batizada de Turba.

(Foto: Gabriel Felice)

Os setelagoanos acordaram, nesta quarta-feira (23), ao som de sirenes e helicópteros sobrevoando a cidade, localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Trata-se da Operação Turba, que em latim significa o nome usado pelos suspeitos quando se referiam ao comércio de drogas.

 

De acordo com Fernanda Mara de Assis, titular da Delegacia Especializada Antidrogas, esta foi a maior operação do ano realizada para desarticular o tráfico de drogas na cidade. Cerca de 100 policiais estiveram envolvidos na ação, que teve início às 4 horas, além de 35 viaturas, helicóptero e contou ainda com a participação de agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e do Canil.

 

Na operação, os policiais conseguiram prender Denilson Marinho Teixeira, conhecido como Véio, acusado de ser o maior traficante de entorpecentes de Sete Lagoas. Além dele, outras 20 pessoas foram presas e 22 mandados de Busca e Apreensão foram cumpridos.

 

A ação se concentrou nos bairros Santo Antônio e Santa Rosa, áreas de atuação de Denilson. Pela manhã, a movimentação era grande nesses lugares e a população ficou curiosa com a passagem das viaturas e casas sendo investigadas.

 

Por lá, os agentes apreenderam R$ 60 mil em espécie, além de cerca de 15 quilos de drogas, celulares, balanças de precisão, documentos e materiais usados para embalar drogas. As investigações tiveram início há cerca de seis meses e permitiram a identificação da organização criminosa investigada.

 

Ainda restam cumprir outros quatro mandados de prisão e outras diligências estão para ocorrer na cidade.

Fonte: Gabriel Felice - Especial para o Estado de Minas

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG