Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Polícia faz operação para fiscalizar preços em supermercados de BH
Publicado em 17/09/2020 14:09

Operação conjunta com o Procon-MG fiscalizou o preço dos produtos da cesta básica e limitação na compra de produtos; arroz subiu 46% em 5 meses.

(Foto: Divulgação / PCMG)

A Polícia Civil de Minas Gerais e o Procon-MG (Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de Minas Gerais) realizaram, nesta quarta-feira (16), uma operação para fiscalizar o aumento dos preços em supermercados de Belo Horizonte.

 

A ação, coordenada pela Delegacia Especializada na Defesa do Consumidor, visitou 10 supermercados da capital mineira analisando os preços de produtos como arroz, óleo e leite, que fazem parte da cesta básica. Os agentes também verificaram as justificativas dos estabelecimentos para a limitação na compra de determinados produtos.

 

De acordo com a Polícia Civil, os estabelecimentos comerciais estão sujeitos a medidas administrativas determinadas pelo Código de Defesa do Consumidor, e os proprietários podem responder por crime contra a economia popular.

 

Veja: Variação nos preços de itens de padaria em BH chega a 180%

 

A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil, que não informou se foram detectadas irregularidades ou se algum estabelecimento foi multado.

 

Alta nos preços

 

Nas últimas semanas, os preços de diversos alimentos considerados essenciais subiram consideravelmente. Segundo o site Mercado Mineiro, o pacote de arroz subiu 46% na região metropolitana de Belo Horizonte entre abril e setembro deste ano. As justificativas são a alta do dólar, o aumento das exportações e o maior consumo da população, que está ficando mais tempo em casa por causa da pandemia.

 

Alguns supermercados da capital mineira começaram a limitar o número de pacotes de arroz por cliente. Segundo a Amis (Associação Mineira de Supermercados), a medida é legal e tem o objetivo de evitar o desabastecimento e, consequentemente, uma alta ainda maior nos preços.

Fonte: Célio Ribeiro - R7 Minas Gerais

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG