Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Polícia acredita que homem investigado por 3 estupros em BH pode ter feito mais vítimas
Publicado em 13/08/2020 13:08

Polícia Civil orienta que caso alguma mulher reconheça o suspeito como autor de outros crimes, que procure a polícia.

(Foto: Divulgação PCMG)

Um homem, de 34 anos, suspeito de ter cometido pelo menos três estupros, na região Norte de Belo Horizonte, está sendo investigado pela Polícia Civil para a identificação de possíveis novas vítimas. Carlos Cesar Ferraz de Lacerda foi preso, no último sábado (8), quando uma adolescente de 17 anos denunciou o estupro que sofreu no bairro Novo Tupi.

 

Após a prisão, a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) iniciou as investigações e identificou um segundo inquérito policial, de 2016, em que uma vítima de 16 anos denunciava o mesmo crime.

 

De acordo com os registros, a jovem descrevia as mesmas características físicas do preso, assim como a forma violenta de abordagem e ameaças semelhantes feitas por ele.

 

Além das vítimas adolescentes, em janeiro deste ano, uma terceira jovem, de 19 anos, havia registrado na polícia uma ocorrência de estupro. Na manhã desta quarta-feira (12), a jovem esteve na Depca e reconheceu Carlos como o autor do crime, ocorrido também na região Norte de Belo Horizonte.

 

Número de vítimas pode ser maior

 

O Delegado responsável pelo caso, Diego Lopes, acredita que o suspeito tenha feito outras vítimas. “É pouco provável que um homem com esse perfil violento tenha ficado quatro anos sem cometer crimes. Foram dois estupros em 2020 e um em 2016. Acredito que existam outras vítimas que irão reconhecê-lo”, pontuou Diego.

 

De acordo com as vítimas, Carlos se apresentava como policial, mostrava uma arma e ameaçava matar toda a família da vítima caso ela decidisse denunciá-lo. Os crimes aconteciam dentro do carro do suspeito, um Astra vermelho. O veículo e arma de fogo mencionada pelas vítimas foram apreendidos na noite do flagrante.

 

Carlos foi indiciado por estupro de menor de 18 anos, porte ilegal de arma, sequestro, posse de munição e ainda crimes contra a fauna, uma vez que foram encontrados pássaros sem registros em sua casa.

 

A titular da Depca, Delegada Iara França, orienta que caso alguma mulher reconheça o suspeito como autor de outros crimes, que procure a Polícia Civil.

 

“As mulheres podem procurar a Depca ou a Delegacia de Atendimento à Mulher para fazer a denúncia. A Polícia Civil está apta a recebê-la”, destacou a Delegada.

Fonte: Redação Rádio Itatiaia

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG