Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Polícia Civil indicia rapaz de 19 anos por estelionato, em Juiz de Fora
Publicado em 22/07/2020 13:07

Jovem teria criado um esquema de clonagem de cartão para fazer compras em lojas da cidade; Investigação da Polícia Civil conseguiu recuperar R$ 6 mil em produtos.

(Foto: PCMG/ Divulgação)

Um rapaz de 19 anos foi indiciado pela Polícia Civil pelo crime de estelionato, devido a um esquema de clonagem de cartão em Juiz de Fora, na região da Zona da Mata. Segundo a investigação, o homem teria clonado o cartão de uma vítima e feitos compras que totalizam R$ 6 mil.

 

De acordo com o delegado Carlos Eduardo Santos Rodrigues, a vítima procurou a delegacia e a transação foi contestada pela operadora de crédito, porém os produtos comprados por meio do golpe já tinham sido retirados na loja pela suspeito.

 

“Apurações indicaram que o jovem estaria com dois cartões de crédito do mesmo titular, sem o conhecimento deste, e teria realizado compras na cidade utilizando os cartões e uma identidade falsa, apresentando-se como titular do cartão. Além disso, em uma das compras, o jovem chegou a pagar a quantia de R$50 para que um outro indivíduo fizesse a retirada das mercadorias para ele. O jovem realizaria a revenda de parte do material e outra parte seria para seu uso”, explicou o Delegado.

 

Os investigadores também fizeram uma busca na casa do suspeito. “Os policiais apreenderam, ainda, diversas roupas de uma marca de alto poder aquisitivo, com etiquetas, materiais que teriam sido comprados também pelo mesmo meio”, disse o delegado. O inquérito foi concluído e encaminhado para a Justiça.

Fonte: Bruno Menezes – O Tempo

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG