Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Família abre caixão de morta com Covid-19, se contamina e é indiciada pela PC
Publicado em 19/06/2020 16:06

Cinco pessoas que contraíram a doença não fizeram isolamento domiciliar e foram indiciadas pela Polícia Civil por infração de medida sanitária preventiva.

(Foto: Polícia Civil / Divulgação)

A Polícia Civil indiciou, nesta quinta-feira (18), cinco pessoas por crime de infração de medida sanitária preventiva em Mário Campos, na região metropolitana de Belo Horizonte. Os indiciados abriram o caixão de uma idosa que morreu com o novo coronavírus (Covid-19), contraíram a doença e não fizeram isolamento social.

De acordo com a Polícia Civil, no dia 26 de abril, familiares da idosa abriram o caixão durante o velório, mesmo com a orientação de que ele não deveria ser aberto por causa da disseminação da doença.

“Após este episódio, todos os parentes foram cientificados e assinaram termo de responsabilidade para cumprirem o isolamento social, de forma que de todos eles, que acompanharam o enterro, cinco testaram positivo para Covid-19”, explicou o delegado que conduz as investigações, Ricardo Cesari Oliveira.

Após a contaminação, as cinco pessoas assinaram um termo de responsabilidade emitido pela Secretaria Municipal de Saúde de Mário Campos se comprometendo a ficar em casa. No entanto, segundo a fiscalização da prefeitura e a Polícia Militar, eles não permaneceram em isolamento domiciliar, conforme acertado, expondo ao risco de contágio outros moradores da cidade.

O grupo foi indiciado pelo crime de infração de medida sanitária, previsto na lei de crimes contra a saúde pública e pode pegar detenção de um mês a um ano e ter que pagar multa.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mário Campos tem 33 casos confirmados do novo coronavírus e uma morte.

Fonte: Natália Oliveira – O Tempo

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG