Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Filho de Edison Lobão é preso na 65ª fase da Lava Jato
Publicado em 10/09/2019 14:09

(Foto: Rafael Andrade/Folhapress)

A Polícia Federal deflagrou hoje a 65ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Galeria. Márcio Lobão, filho do ex-senador e ex-ministro Edison Lobão, foi preso, de acordo com o MPF (Ministério Público Federal). A prisão é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

A nova fase busca aprofundar investigações sobre esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro relacionados à Transpetro, subsidiária da Petrobras, e à usina hidroelétrica de Belo Monte, no Pará.

De acordo com o MPF, as investigações apontam que, ao menos entre 2008 e 2014, Edison e Márcio solicitaram e receberam propinas dos grupos Estre e Odebrecht no valor de R$ 50 milhões. Em nota, a Estre Ambiental informou que tem colaborado e prestado os esclarecimentos necessários às autoridades responsáveis pela elucidação do caso.

A Odebrecht diz que tem colaborado com as autoridades em busca do esclarecimento de fatos do passado. O UOL tenta contato com a defesa dos demais citados.

O mandado de prisão foi expedido porque, segundo o MPF, há indícios de que Márcio continuava praticando atos de lavagem de dinheiro em 2019.

Investigação

A nova fase tem como objetivo aprofundar possíveis operações de lavagem de dinheiro lideradas por Márcio.

O esquema investigado inclui aquisição e posterior venda de obras de arte com valores sobrevalorizados, simulação de operações de venda de imóvel, simulação de empréstimo com familiar, interposição de terceiros em operações de compra e venda de obras de arte e movimentação de valores em contas abertas em nome de offshores no exterior.

Segundo o MPF, no período das transações, verificou-se um aumento de mais de R$ 30 milhões em seu patrimônio.

Operação Galeria

Além do mandado de prisão, são cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília em endereços de galeria de arte e de agentes financeiros que atuavam junto a bancos, gerindo contas de Márcio no exterior.

O nome da operação remete às transações com obras de arte que teriam sido utilizadas como forma de dar aparência lícita aos valores provenientes de vantagens indevidas.

Segundo o MPF, além dos crimes de corrupção relativos à participação da Odebrecht no contrato de construção da Usina de Belo Monte, a operação investiga benefícios em mais de 40 contratos, cujo valor chega a cerca de R$ 1 bilhão, celebrados pelas empresas Estre Ambiental, Pollydutos Montagem e Construção, Consórcio NM Dutos e Estaleiro Rio Tietê.

Fonte: Stella Borges – UOL

MAIS NOTÍCIAS
Projeto de Lei consolidará o Sistema de Proteção Social dos Militares de MG

Na manhã desta terça-feira, 05 de maio, o presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Cabo Coelho e o diretor administrativo, Sargento...Leia mais.

Previdência dos Militares mobiliza representantes de classe, parlamentares e Comandos da PM e CBM em BH

Na manhã desta quarta-feira, 29/04, o presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Cabo Coelho e o diretor administrativo, Sargento Oliva,...Leia mais.

IPSM foi tema de reunião entre Entidades de Classe e parlamentares

Na última segunda-feira, 20 de abril, o diretor administrativo do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Sargento Oliva, representando o presidente Cabo...Leia mais.

Nota de Repúdio – Governo de Minas declara embate com os servidores da Segurança Pública

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) teve acesso e repudia o memorando número 0283, do Comitê de Orçamento e Finanças...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG