Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Bebê de 1 ano morre afogado em casa no Buritis; menino foi sozinho até banheiro, diz babá
Publicado em 04/09/2019 16:09

(Foto: Reprodução/StreetView)

Um bebê de 1 ano e dois meses morreu nesta terça-feira (3) depois de cair dentro de uma banheira e se afogar na casa onde vivia, no bairro Buritis, na região Oeste de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), ele era cuidado por uma mulher de 46 anos, que trabalha como babá no local desde que o garoto tinha apenas cinco dias de vida.

A PM informou que a babá relatou ter deixado o menino na sala da residência enquanto foi preparar comida para ele na cozinha. Quando voltou ao cômodo, no entanto, não viu mais a criança e começou a procurar por ela. Foi então que entrou no quarto do menino e acessou um banheiro que fica lá dentro. A mulher se deparou com o garoto dentro de um bojo, uma espécie de banheira, que continha água pela metade.

A babá disse que o menino estava com metade do corpo para fora da estrutura, mas que tinha a cabeça submersa. Ela percebeu que ele estava inconsciente e tentou reanimá-lo, sem sucesso. Na sequência, resolveu pedir ajuda a um vizinho, que também tentou salvar o garoto, enquanto acionava o socorro médico e a polícia.

Policiais militares que atenderam a ocorrência fizeram manobras no bebê, mas ele não reagiu. Uma equipe da Unidade de Suporte Avançado (USA) também esteve no local e realizou procedimentos de reanimação, mas o óbito da criança foi constatado.

A babá contou ainda aos policiais que a porta do quarto onde o menino se afogou na banheira estava fechada. Ela diz que pela localização da casa é comum que fortes correntes de ar fechem as portas dos cômodos. A mulher foi levada para uma delegacia, onde prestou depoimento.

As circunstâncias e outros detalhes do caso, no entanto, devem ser investigados pela Polícia Civil.

Fonte: Redação Bhaz

MAIS NOTÍCIAS
Projeto de Lei consolidará o Sistema de Proteção Social dos Militares de MG

Na manhã desta terça-feira, 05 de maio, o presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Cabo Coelho e o diretor administrativo, Sargento...Leia mais.

Previdência dos Militares mobiliza representantes de classe, parlamentares e Comandos da PM e CBM em BH

Na manhã desta quarta-feira, 29/04, o presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Cabo Coelho e o diretor administrativo, Sargento Oliva,...Leia mais.

IPSM foi tema de reunião entre Entidades de Classe e parlamentares

Na última segunda-feira, 20 de abril, o diretor administrativo do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Sargento Oliva, representando o presidente Cabo...Leia mais.

Nota de Repúdio – Governo de Minas declara embate com os servidores da Segurança Pública

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) teve acesso e repudia o memorando número 0283, do Comitê de Orçamento e Finanças...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG