Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Pais suspeitos de agredir bebê podem ser indiciados por tentativa de homicídio em MG
Publicado em 21/08/2019 13:08

Pai confessou as agressões para a polícia; mãe disse que não bateu, mas não denunciou o pai.

(Foto: Reprodução / EPTV)

Os pais do bebê de 6 meses que foram presos suspeitos de agredir a criança em Carmo de Minas (MG) devem ser indiciados por tentativa de homicídio ou lesão corporal grave. Na tarde desta terça-feira (20), os dois passaram por uma audiência e o juiz titular, Afonso Carlos Pereira da Silva, expediu a prisão preventiva dos dois.

"Eles vão ficar presos até o final do processo, onde agora o inquérito vai retornar para a delegacia, o delegado, que é o Dr. Gustavo, que está à frente das investigações, que é o nosso delegado regional, ele tem um prazo legal para terminar a fase de apuração e assim que estiver concluído o trabalho, ele encaminha esse expediente pra gente e a gente dá prosseguimento, onde a gente marca a audiência e julgamento, onde serão colhidas todas as provas para poder elucidar o juiz na sentença", disse a escrivã judicial Andrea Guimarães Garrido dos Santos.

Fotos mostram os sinais de agressão. A criança está com um dos braços quebrados em três lugares. As duas pernas também têm fraturas. O bebê ainda está com marcas de mordidas e com ossos calcificados, que podem indicar outras fraturas antigas.

A mãe levou o bebê ao hospital de Carmo de Minas na noite desta segunda-feira (19). Lá, os médicos pediram a transferência por causa da gravidade das lesões. Ao chegar em São Lourenço, a pediatra de plantão acionou a polícia por suspeita de agressão. Já no primeiro depoimento, o pai da criança confessou que bateu no bebê.

O pai, de 26 anos e a mãe, de 19, foram presos em flagrante. A mulher disse que nunca bateu na criança, mas já tinha visto as agressões do companheiro e não denunciou.

Em junho, o Conselho Tutelar de Carmo de Minas visitou o casal depois de uma denúncia de maus-tratos. Mas na época, não foi constatada nenhuma agressão.

"O procedimento do conselho agora e acompanhamento é procurar o familiar para poder ficar com a criança. Até agora uma tia paterna está com a criança, mas vamos pedir auxílio do Ministério Público para decidir o que é o melhor para a criança, pois agora o que importa é o bem-estar dela", disse a conselheira tutelar Tatiana Aparecida Graciano.

O pai foi encaminhado para o presídio de São Lourenço e a mãe para o presídio feminino de Caxambu. Segundo o hospital, o bebê está em observação e o estado de saúde dele é estável.

Fonte: EPTV 2

Foto: Reprodução / EPTV
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG