Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Pai pretendia abrir casa de prostituição com dinheiro doado para tratar doença rara do filho
Publicado em 29/07/2019 13:07

(Foto: Reprodução/Facebook + WhatsApp)

O pai do garoto João Miguel, Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, é suspeito de desviar parte do dinheiro arrecadado para o tratamento do filho para abrir uma casa de prostituição em Salvador, na Bahia. O homem está preso desde a semana passada por ter usado cerca de R$ 600 mil do valor conseguido na campanha.

O Fantástico teve acesso aos telefonemas, obtidos pela Polícia Civil de Minas Gerais, em que Mateus aparece negociando o esquema com um sócio e uma mulher. Nas gravações, o pai do garoto João Miguel, que tem atrofia muscular espinhal (AME), sinaliza que ele seria o responsável por marcar os programas para cada menina. “Eu que vou atender o telefonema. Não vai ter ninguém gerenciando. Então, eu que vou saber quantos programas que elas vão fazer por dia”, disse.

Em outro trecho das conversas, Mateus indica que buscaria três meninas em BH para se prostituirem na capital baiana. “Aí no sábado ou domingo eu vou em Belo Horizonte confirmar com as meninas. “É” três ou quatro que “vai vir”. São meninas que já “trabalhou” na minha casa lá de Lafaiete, de Belo Horizonte”.

O apartamento onde as meninas ficariam já estava alugado até 22 de agosto e Mateus já tinha passado para o sócio a quantia de R$ 50 mil. O valor seria usado para investimentos no espaço de prostituição.

Casada com Mateus há 21 anos, Karine Rodrigues disse ter se sentido traída e que não esperava essa atitude do companheiro. Perguntada se o perdoa, respondeu: “O perdão cabe a Deus e a Justiça cuidará dele”. A campanha feita pela família era para arrecadar fundos e tinha o objetivo de comprar os medicamentos para criança, cuja dose custa R$ 365 mil.

Segundo a defesa, Mateus foi extorquido por traficantes de uma “boca de fumo”. Ele teria sido levado ao local por um conhecido, enquanto estava em Belo Horizonte fazendo um curso de segurança. Aos policiais, Mateus contou que os traficantes descobriram a campanha de João Miguel e desde então começaram a extorqui-lo.

O pai de João Miguel tem ainda um outro filho de 10 anos e responderá por estelionato e abandono dos filhos.

Fonte: Redação Bhaz com informações do Fantástico

MAIS NOTÍCIAS
COMUNICADO IMPORTANTE – PRORROGAMOS A DATA DA SUSPENÇÃO DAS ATIVIDADES EM PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), decidiu, diante do atual cenário e atendendo as recomendações dos órgãos...Leia mais.

COMUNICADO – PLANTÃO ESPECIAL DO DEPARTAMENTO JURÍDICO

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), COMUNICA que, mesmo trabalhando com equipe reduzida na administração da...Leia mais.

Nota de Luto - CSCS PM/CBM-MG

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) lamenta a morte da D. Helena Pereira Sutério, de 87 anos, mãe do nosso diretor de...Leia mais.

COMUNICADO IMPORTANTE – SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES E PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), decidiu, diante do cenário e do aumento exponencial da curva de pico que monitora o número de...Leia mais.

Manifestação reivindica derrubada do veto ao PL 1451/2020

A diretoria do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), junto aos representantes das demais entidades de classe, deputados e lideranças da área da...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG