Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Jovem estrangula a própria avó após uso de drogas
Publicado em 29/07/2019 13:07

O crime ocorreu na região do Barreiro. Familiares afirmam que o jovem era tranquilo e que nunca havia agredido ninguém antes.

(Foto: Flavio Tavares/O Tempo)

Uma idosa de 86 anos foi assassinada pelo próprio neto na manhã deste domingo (28), no bairro de Bonsucesso, região do Barreiro. O jovem, identificado como Jonas Erick Campos Libério, 23, estrangulou Maria Alves Ferreira após fazer uso de drogas. O crime aconteceu às 5h40 deste domingo. Jonas foi encaminhado para a delegacia de plantão do Barreiro (Ceflan 3). O enterro da idosa acontecerá nesta segunda-feira (29), às 10h, no Cemitério da Paz.

A reportagem de O TEMPO esteve na residência onde a idosa vivia. O pai do jovem e filho da idosa, Geraldo Alves Ribeiro, contou que o crime pegou a todos de surpresa e disse que o filho era uma pessoa tranquila e que nunca havia agredido ninguém. "Ele nunca maltratou ela, nem nunca tinha acontecido outro episódio assim. Toda a vida ele foi tranquilo, sossegado", contou, dizendo que soube há apenas 30 dias que o filho fazia uso de drogas. "Foi o irmão dele quem falou", disse.

Na residência viviam a idosa, o neto, e outras três pessoas. Uma delas é Raimundo Alves Pedrosa, tio de Jonas e filho de Maria. "Ele era tranquilo, nunca tinha acontecido nada parecido", disse à reportagem, sem entrar em detalhes. De acordo com Geraldo, no momento em que o crime aconteceu, todos pensaram que se tratava de alguma pregação religiosa. "Ele (Jonas) estava dentro do quarto. Eu achei que era meu irmão, que é pastor evangélico, que estava fazendo pregação. Foi quando meu outro irmão decidiu ver o que tava acontecendo, e quando abrimos a porta, ele estava lá, em cima da minha mãe", disse, informando que o filho estava muito agitado.

"Não sei como vai ficar a situação (da família). Uma tragédia dessas a gente fica com a cabeça até ruim, não sabemos como fica a situação", desabafou o pai do jovem.

De acordo com a Polícia Militar, foram os próprios parentes de Jonas que o seguraram e acionaram a corporação. Uma perícia foi realizada para identificar que tipo de entorpecente o jovem estava utilizando no momento do crime

Fonte: Sávio Gabriel – O Tempo

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2020 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG