Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Polícia Civil investiga denúncia de estupro em banheiro de bar de BH
Publicado em 11/07/2019 16:07

Mulher foi ouvida no plantão da Delegacia de Mulheres e será ouvida novamente para fornecer detalhes que possam levar ao suspeito.

(Foto: Pixabay)

A Delegacia Especializada de Crimes contra a Mulher instaurou inquérito para investigar uma denúncia de estupro feita por uma recepcionista de 22 anos em um renomado bar localizado no bairro Cruzeiro, na região Centro-Sul de Belo Horizonte.

“As diligências estão em andamento para esclarecimento dos fatos e localização do suspeito”, informou a delegacia, por meio de nota. Uma delegada será designada especialmente para acompanhar o caso.

A denunciante já foi ouvida no plantão da delegacia, quando registrou o Boletim de Ocorrência (BO), na manhã desta quarta-feira (10), e seria ouvida novamente para fornecer mais detalhes que possam levar ao suspeito. No entanto, a suposta vítima afirmou à reportagem que retirou a queixa. "Nada a declarar. Situação resolvida. Tudo certinho", disse a recepcionista.

A Polícia Civil havia requisitado imagens do circuito de segurança do estabelecimento e foi procurada para saber se realmente a queixa foi retirada e, se sim, se dará andamento às investigações. Segundo a corporação, a recepcionista compareceu à delegacia e não aguardou o encerramento do atendimento.

Independentemente da vontade dela, o inquérito policial foi instaurado e os trabalhos de investigação estão em andamento.

A denúncia

A jovem acionou a Polícia Militar (PM) para o bar, durante a madrugada desta quarta, contando que foi estuprada no banheiro feminino do estabelecimento.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher contou que estava no bar Jângal junto com amigos, cantando no karaokê e que em determinado momento foi ao banheiro feminino sozinha e que havia um homem lá dentro.

O suspeito, segundo a jovem registrou na ocorrência, a segurou à força, tirou sua roupa e praticou a conjunção carnal sem o consentimento dela. A jovem falou que quando saiu contou para os amigos o que tinha acontecido e eles acionaram a polícia.

Ela disse ainda que não conhecia o homem, mas que, antes do crime, ele estava sentado próximo a mesa onde ela estava com amigos e que já tinha conversado com ele antes. A denunciante disse ainda que o suspeito tinha feito alguns elogios para ela.

Após o crime, o homem fugiu e não foi encontrado. Uma testemunha contou que ouviu o suspeito dizer que tinha feito sexo com a mulher e a denunciante dizer que tinha mantido relações sexuais com ele por cerca de 10 minutos.

Uma outra pessoa que estava no bar com a jovem disse que ela saiu do banheiro muito assustada e chorando, contando que tinha sido estuprada. "Voltou chorando do banheiro cerca de dez minutos depois que havia saído da mesa", afirmou a testemunha.

No Boletim de Ocorrência consta que o gerente do Jângal disse aos militares que só soube do fato após o acionamento da polícia e que há câmeras de segurança no estabelecimento e que as imagens serão cedidas para investigação. A recepcionista foi levada pela PM ao Hospital Odilon Behrens para ser medicada.

O que diz o bar

Por meio da assessoria de imprensa, o Jângal informou, por telefone, que nas imagens das câmeras de segurança será possível ver se algum homem entrou no banheiro feminino e caso tenha ocorrido, identificá-lo.

O bar informou que vai passar todas as informações necessárias para ajudar nas investigações da polícia. A assessoria disse ainda que isso não tinha acontecido antes no bar. Um dos sócios do estabelecimento, que se identificou apenas por André, marcou entrevista com a reportagem, mas desistiu.

Em nota, o bar informou que foi surpreendido no dia 9 de julho com a denúncia de uma cliente de violência sexual acometida por outro cliente dentro do estabelecimento.

"Importante frisar que a gerência do bar apenas tomou conhecimento da denúncia no momento da chegada da polícia, para tomada dos depoimentos. Assim, imediatamente se colocou à disposição de todos – clientes e polícia –, dando todo acesso ao estabelecimento, bem como informações e apoio necessários", diz.

"Diante do exposto, o Jângal lamenta o ocorrido e se solidariza com a situação, desejando veementemente que os fatos se esclareçam o mais rapidamente possível. Para isso, se coloca à disposição das autoridades inclusive para acesso às imagens das câmeras de monitoramento, caso sejam solicitadas pela justiça", conclui a nota.

Por fim, o Jângal reafirma a proposta do bar de ser um espaço de entretenimento e alegria sempre com respeito ao ser humano.

Fonte: Pedro Ferreira, Natália Oliveira E Franco Malheiro – O Tempo

MAIS NOTÍCIAS
Motorista joga carro em barraco para ter dinheiro do seguro, mas acaba preso pela PM

Um motorista de aplicativo tentou dar um golpe para conseguir o dinheiro do seguro do veículo, mas a farsa foi descoberta. O homem acabou sendo detido por falsa comunicação de crime. O caso aconteceu neste domingo (14), em...Leia mais.

Bombeiros trabalham no combate de focos de incêndio na Serra do Curral

(Foto: CBMG/divulgação)

Militares do Corpo de Bombeiros combatem desde a noite desse domingo (14) incêndios em quase toda a extensão da Serra do Curral, na região Centro-Sul de Belo...Leia mais.

Homens fogem depois de tentar explodir caixa eletrônico na UFMG

(Foto: Regiane Alves/RecordTV Minas)

Três homens fugiram na madrugada deste domingo (14) depois de tentarem explodir um caixa eletrônico em um dos prédios do campus da UFMG (Universidade Federal de Minas...Leia mais.

Homem é encontrado morto em apartamento na Região da Pampulha, em Belo Horizonte

(Foto: Elton Lopes/TV Globo)

Um homem foi encontrado morto dentro de um apartamento, na manhã desta segunda-feira (15), no bairro Santa Terezinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte.

De acordo...Leia mais.

PM prende 26 pessoas e recupera 170 aparelhos celulares furtados na Parada LGBT, em BH

Nove colombianos e 17 pessoas foram detidas entre a tarde e início da noite desse domingo (14) por furto a participantes da 22ª Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte, que teve concentração na Praça da...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG