Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Membros da Facção Criminosa PCC são interrogados no Fórum de BH
Publicado em 27/11/2018 15:11

O esquema reforçado de segurança contou com 280 policiais militares envolvidos.

(Foto: Foto: Flávia Cristini / G1)

Vinte e seis suspeitos de integrar o Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa paulista com atuação em todo o país, prestam depoimentos ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) com relação a suposta participação na série de incêndios a ônibus ocorrida no primeiro semestre deste ano, além de serem suspeitos de crimes contra o patrimônio e tráfico de drogas.

Interrogatório está sendo realizado no Fórum Lafayette, bairro Barro Preto, Zona Sul de Belo Horizonte. Iniciou na última segunda-feira (26) e doze testemunhas de acusação e de defesa foram ouvidas em pouco mais de quatro horas. As audiências devem terminar até o final desta semana.

Local foi monitorado pela força-tarefa formada por 280 policiais empenhados, sendo eles, homens dos batalhões de Choque, de Operações Especiais (Bope) e de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam). Militares do Corpo de Bombeiros e agentes da Secretaria de Estado e Administração Prisional (Seap) ajudam a reforçar a segurança.

"Desde a semana passada, a Polícia Militar vem trabalhando com ações antecipatórias. Agora, estamos com escolta, helicóptero, drones, exatamente para garantir que haja tranquilidade. A inteligência está monitorando qualquer processo de comunicação que possa trazer avaliação de riscos", disse o major Flávio Santiago, porta-voz da Polícia Militar (PM) ao portal G1 Minas.

O fórum informou que o expediente é regular e o acesso ao tribunal será feito apenas pela avenida Augusto de Lima e rua Paracatu. A entrada da Ouro Preto foi fechada exclusivamente para a chegada dos réus e de juízes.

Fonte: Lana Ávila – Comunicação CSCS PM/CBM-MG

Foto: Geraldo Capreta/TV Globo
Foto: Flávio Tavares / Hoje Em Dia
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG