Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Homem é preso após passar a mão em passageira de ônibus e agredi-la com guarda-chuva em BH
Publicado em 09/11/2018 13:11

(Foto: Yuran Khan / BHAZ)

Um homem de 58 anos foi preso nessa quinta-feira (8) depois de assediar uma passageira de um ônibus da linha 4108, que faz o trajeto entre os bairros Pedro II e Mangabeiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Além passar a mão nas nádegas da mulher, o autor ainda a ofendeu e a agrediu com um guarda-chuva. A vítima estava acompanhada pelo namorado e ambos revidaram as agressões. O autor chegou a ser jogado ao chão após descer do coletivo.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima de 22 anos contou ter entrado no ônibus na altura da avenida Amazonas e que, ao subir as escadas, o homem apalpou as nádegas dela. Na sequência, ao passar pela catraca, o autor teria começado a xingá-la de “vadia” e “vagabunda”. A jovem relatou ainda que, ao descer do veículo, foi agredida com um guarda-chuva na altura do pescoço e do braço direito. Na versão, a vítima diz também que testemunhas do desentendimento começaram a agredir o homem e que ela voltou para o ônibus em seguida.

O autor, por sua vez, disse que subia as escadas do coletivo quando o namorado da vítima o ofendeu. Segundo ele, o rapaz de 19 anos afirmou que ali não era “lugar de velho” e os três começaram a discutir. O homem explicou que resolveu descer do ônibus e que foi agredido pela jovem e pelo jovem que a acompanhava com chutes e socos. Disse ainda que chegou a cair. Apesar da versão apresentada, foi preso em flagrante por importunação sexual.

Antes de ser levado para a delegacia, o homem recebeu atendimento médico, assim como a vítima. A jovem tinha marcas no pescoço e no braço, enquanto o autor reclamava dores nas pernas e nos quadris, além de ter ferimentos no rosto, nas orelhas e braços.

Outros casos

A ocorrência de importunação sexual foi a terceira registrada em BH nos últimos dias. Também nessa quinta (8), um homem de 49 anos foi preso depois de ser denunciado por assediar duas mulheres em um Move. Na quarta, o Botão do Assédio que faz parte de ações preventivas da Guarda Municipal foi acionado pela primeira vez. O motorista de um ônibus da linha 3051, que faz o trajeto entre o bairro Flávio Marques Lisboa e a Savassi, foi quem acionou a botão após ser alertado por uma passageira, que viu um homem se masturbando dentro do coletivo.

A lei que pune importunação sexual foi sancionada em setembro deste ano. O crime é caracterizado pela realização de ato libidinoso na presença de alguém e sem sua anuência. O caso mais comum é o assédio sofrido por mulheres em meios de transporte coletivo, como ônibus e metrô. Antes, isso era considerado apenas uma contravenção penal, com pena de multa. Agora, quem praticá-lo poderá pegar de 1 a 5 anos de prisão.

Para denunciar casos de importunação sexual, vítimas e testemunhas podem entrar em contato com a Guarda Municipal por meio do telefone 153 e com a Polícia Militar pelo 190. No metrô, as denúncias podem ser feitas por meio de mensagens ou WhatsApp para o (31) 99999-1108.

Fonte: Roberth Costa - Bhaz

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG