Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Bandidos pintam câmeras de segurança e furtam motos de trilha em BH
Publicado em 30/10/2018 11:10

Veículos estavam estacionados em garagem de prédio.

(Foto: Moisés Silva / O Tempo)

A Polícia Militar procura criminosos que furtaram duas motos de trilha em um prédio no bairro Nova Vista, região Leste de Belo Horizonte. O crime foi descoberto na manhã desta terça-feira (30).

Os ladrões picharam as câmeras de segurança e arrebentaram as correntes dos veículos.

"Minha cunhada estava saindo para trabalhar, por volta das 6h, quando chegou na garagem e deu falta das motos. Comecei a olhar as câmeras e vi os horários que eles chegaram, entraram e saíram do prédio", explicou o dono de um dos veículos, o farmacêutico Felipe Schaper Ferraz, de 34 anos.

Pelas câmeras de monitoramento do prédio é possível identificar que dois homens chegam por volta de 4h03 e tentam esconder os rostos. Eles estão com blusas de capuz.

Com spray nas mãos, um dos bandidos pinta as câmeras. A ação dura mais de dez minutos.

"Elas são idênticas: duas Honda CRF 230, modelo 2015, avaliada, cada uma, em R$ 11 mil. Os meliantes vieram com foco nas motos. Outros materiais estavam na garagem, mas não foram levados", afirmou a vítima, que mora no local há cerca de dois anos.

A Polícia Militar foi acionada, mas os bandidos ainda não foram identificados e localizados.

"Essas motos não têm placas, o que dificulta um pouco a localização. Esses veículos têm muito mercado e, por conta disso, acredito que seja fácil vender as peças. Cabe as pessoas que necessitem de comprar peças que tenham a consciência de não comprar nada no mercado paralelo. Um dia você pode comprar uma peça barata para sua moto, e, no outro dia, a mesmo pessoa te roubar", finalizou o farmacêutico.

Fonte: Carolina Caetano – O Tempo

Foto: Moisés Silva / O Tempo
Foto: Moisés Silva / O Tempo
Foto: Moisés Silva / O Tempo
Foto: Moisés Silva / O Tempo
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG