Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Bombeiros encontram corpo de jovem que estava desaparecida no Rio do Peixe
Publicado em 17/10/2018 11:10

O corpo foi encontrado boiando a cerca de quatro quilômetros de onde seus pertences estavam.

(Foto: Reprodução/ Facebook)

Bombeiros encontraram, na manhã desta terça-feira, o corpo da jovem de 23 anos que estava desaparecida desde sábado após ir nadar no Rio do Peixe, em Monte Verde, distrito de Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. O corpo de Amanda Vidal de Almeida foi encontrado preso a galhos e boiando no rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, os três agentes que realizavam as buscas desde domingo começaram os trabalhos às 9h e, por volta de meio-dia, encontraram o corpo da jovem, a aproximadamente quatro quilômetros de onde seus pertences foram encontrados.

Após a localização, a Polícia Militar foi acionada e auxiliou os trabalhos dos bombeiros. O corpo seguiu para a perícia, que apontará se a causa da morte foi realmente afogamento.

Desaparecida desde sábado

Amanda Vidal estava desaparecida desde a tarde de sábado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, um tio da jovem relatou aos agentes que ela teria saído sozinha para nadar no Rio do Peixe. Preocupado com a demora da sobrinha, o homem foi até o local e encontrou apenas os chinelos e o short dela.

Na tarde de segunda-feira, o capitão do Corpo de Bombeiros de Juiz de Fora, Acácio Tristão, relatou que ainda tinha esperança de encontrar a jovem viva. “Ela pode ter nadado, caminhado na margem e saído do rio. Não estamos à procura do corpo, especificamente”, afirmou.

Conforme a corporação, as buscas foram dificultadas porque o trecho do rio onde os bombeiros fizeram os trabalhos contém muitas corredeiras e pedras. Além disso, por falta de visibilidade, os trabalhos eram suspensos durante a noite.

Fonte: Pedro Lovisi – Estado de Minas

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG