Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Cerveja com embalagem adulterada era vendida por quadrilha de Contagem
Publicado em 03/10/2018 10:10

Cerveja com embalagem adulterada era vendida por quadrilha de Contagem.

(Foto: Leo Fontes / O Tempo)

Aquela sua cervejinha gelada do fim de semana pode estar com o amargo gosto do crime. Segundo a Polícia Militar (PM), uma quadrilha comprava cervejas de marca desconhecida, adulterava as embalagens e revendia os produtos como se fossem de marcas líderes de mercado. O bando foi desmantelado nesta terça-feira (2) em Contagem, na região metropolitana de BH, e três foram presos.

A quadrilha foi presa após militares desconfiarem de dois homens em um veículo Kia Cerato. De acordo com a corporação, chamou a atenção a postura de Elieser da Silva, de 29 anos, que dirigia o carro, e do comparsa, André Santos, de 22. “A velocidade do carro diminuiu demais, e tomaram um susto. Resolvemos dar uma olhada”, contou o sargento Hudson Fonseca, do Grupamento Especializado em Recobrimento.

Segundo o militar, no porta-malas, havia centenas de rótulos de cervejas famosas e milhares de tampas. “Eles assumiram que o material iria ser usado na adulteração, em um galpão próximo”, disse o policial.

No local indicado pelos suspeitos, Maykon Pereira, de 24 anos, fazia a segurança de mais de 500 caixas de cervejas adulteradas. Cada engradado com 24 garrafas de 600 ml era comprado no interior do Paraná, por R$ 47. Depois da troca de rótulos e tampas, o produto clandestino era vendido por R$ 98 em todo o Estado de Minas Gerais.

Dois caminhões que estavam estacionados na porta do galpão fariam o transporte das garrafas. O trio foi preso por adulteração de produto alimentício. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Galpão sujo

Segundo o sargento Fonseca, o galpão era cheio de poeira, sem higiene e colocava em risco a saúde dos consumidores: “Não tinha a mínima garantia de segurança”. Procurada na noite desta terça, a assessoria Ambev informou que vai apurar o caso e divulgará nessa quarta-feira (3) um posicionamento oficial.

Quarta vez

Esta foi a quarta vez, segundo a Polícia Militar, que Elieser da Silva é preso pelo crime de adulteração de produto alimentício. Ele confessou aos militares que já “atua no ramo” há muito tempo e que seria apenas uma peça de um esquema em todo o Brasil, grande e organizado por hierarquias.

Fonte: Michelyne Kubitschek – O Tempo

Foto: Leo Fontes / O Tempo
Foto: Leo Fontes / O Tempo
MAIS NOTÍCIAS
Jurídico do CSCS recebe elogio de associado

A assessoria jurídica da Sede do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) obteve, mais uma vez, sucesso em processo judicial, em Belo Horizonte.

O...Leia mais.

Deputados e Entidades de Classe da segurança pública convocam as mobilizações também para o interior de MG

Nesta quinta-feira, 7 de março, durante a reunião com os deputados Sargento Rodrigues e Subtenente Gonzaga, juntamente com Cel Mendonça,
entidades de Classe da segurança pública - CSCS, ASPRA, ASCOBOM,...Leia mais.

Diretoria do CSCS reinaugura casa de apoio em BH

Pensando no conforto e comodidade de seus associados e após 3 meses em reforma, a Casa de Apoio do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), localizada em...Leia mais.

Dirigentes do CSCS participaram de manifestação no centro da capital

Durante nomeação dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na tarde desta sexta-feira (01), diversas entidades de classes, que representam os servidores públicos do estado,...Leia mais.

CSCS convoca servidores públicos para a manifestação do dia 01 de fevereiro

O Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) como representante de classe dos militares e junto às demais categorias da segurança pública do...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG