Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Policial é executado com mais de 50 tiros de fuzil após receber ameaças em SP
Publicado em 27/09/2018 11:09

Veículo utilizado pelos criminosos foi encontrado pouco depois do crime, que ocorreu em Guarujá (SP). Carro foi encontrado queimado em Santos.

(Foto: G1 Santos)

Um policial militar foi executado com ao menos 10 tiros, na manhã desta quarta-feira (26), em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo G1, ele trabalhava havia mais de 20 anos na corporação. Informações preliminares apontam que foram disparados cerca de 50 tiros de fuzil.

O policial militar estava de folga e deixou a mulher na travessia de balsas entre Santos e Guarujá. No retorno para casa, por volta das 7h30, um carro com pelo menos três pessoas emparelhou ao lado do veículo dele, na Rua Maranhão, em Vicente de Carvalho. Logo em seguida, o grupo efetuou os disparos. De acordo com informações de testemunhas, ele não estava fardado.

A vítima foi identificada como José Aldo dos Santos, 49 anos, e trabalhava no 21º Batalhão, em Bertioga (SP). O corpo da vítima permaneceu no automóvel enquanto o local passava por perícia. O caso foi apresentado no 2º Distrito Policial de Guarujá e não havia informações sobre a identidade dos criminosos durante o registro da ocorrência.

O G1 apurou, na manhã desta quarta-feira, que o policial estava sofrendo, há vários meses, ameaças de pessoas que acabaram não sendo identificadas. O carro utilizado pela quadrilha foi encontrado, por volta das 10h, no bairro Monte Cabrão. Segundo a polícia, antes de fugirem, os criminosos queimaram o veículo.

Fonte: G1 Santos

Foto: Rogério Soares / A Tribuna Santos
Foto: Rogério Soares / A Tribuna Santos
MAIS NOTÍCIAS
Jurídico do CSCS recebe elogio de associado

A assessoria jurídica da Sede do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) obteve, mais uma vez, sucesso em processo judicial, em Belo Horizonte.

O...Leia mais.

Deputados e Entidades de Classe da segurança pública convocam as mobilizações também para o interior de MG

Nesta quinta-feira, 7 de março, durante a reunião com os deputados Sargento Rodrigues e Subtenente Gonzaga, juntamente com Cel Mendonça,
entidades de Classe da segurança pública - CSCS, ASPRA, ASCOBOM,...Leia mais.

Diretoria do CSCS reinaugura casa de apoio em BH

Pensando no conforto e comodidade de seus associados e após 3 meses em reforma, a Casa de Apoio do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), localizada em...Leia mais.

Dirigentes do CSCS participaram de manifestação no centro da capital

Durante nomeação dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na tarde desta sexta-feira (01), diversas entidades de classes, que representam os servidores públicos do estado,...Leia mais.

CSCS convoca servidores públicos para a manifestação do dia 01 de fevereiro

O Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) como representante de classe dos militares e junto às demais categorias da segurança pública do...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG