Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Capitão da PM agredido após denúncias de estupro é liberado por falta de provas
Publicado em 21/09/2018 11:09

(Foto: Reprodução / StreetView)

Um capitão da Polícia Militar, de 48 anos, suspeito de estuprar duas crianças de 9 anos e uma adolescente, de 16, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi liberado por falta de provas, nessa quinta-feira (20).

De acordo com a Polícia Civil, os depoimentos e provas materiais colhidos, até o momento, apontam que o suposto suspeito é inocente. Apesar da liberação, foi aberto inquérito para investigar o caso e identificar o real culpado.

A corporação informou que foram prestados depoimentos por parte de uma das vítimas e que as versões não eram compatíveis com as ditas anteriormente.

Na última quarta-feira (19), o capitão foi preso no bairro Palmital. Segundo relato de uma das testemunhas, o militar invadiu a casa onde uma das vítimas estava sozinha e começou a se despir pedindo que ela o observasse.

A criança de 9 anos gritou e alertou os vizinhos e, com isso, o suspeito fugiu do local. Em seguida, os moradores da região localizaram e agrediram o militar. A PM foi acionada com informações de que um homem teria sido agredido no aglomerado.

Os policiais foram ao local e conduziram o suspeito para um hospital da região. Após esse episódio, outra criança de 9 anos e uma adolescente de 16 anos procuraram a polícia alegando que também teriam sido abusadas pelo militar em outra ocasião.

Segundo o porta-voz da corporação, major Flávio Santiago, o militar era aposentado e estava reativo no 36º Batalhão de Polícia Militar, em Vespasiano. Entretanto, por conta das acusações, o capitão já teve o contrato rompido. Mesmo com a liberação, o capitão continua sem o contrato.

Ainda de acordo com Santiago, o militar nega as acusações e alega que foi ao aglomerado à procura de um rapaz que faria uma manutenção em seu celular. “Ele diz que foi abordado pelos moradores que começaram a agredi-lo, sem deixar que ele dissesse algo. Estamos apurando, mas, até o momento, não localizamos esse homem a quem ele se refere”, explica o porta-voz.

Fonte: Vitor Fórneas – Bhaz

MAIS NOTÍCIAS
Motorista joga carro em barraco para ter dinheiro do seguro, mas acaba preso pela PM

Um motorista de aplicativo tentou dar um golpe para conseguir o dinheiro do seguro do veículo, mas a farsa foi descoberta. O homem acabou sendo detido por falsa comunicação de crime. O caso aconteceu neste domingo (14), em...Leia mais.

Bombeiros trabalham no combate de focos de incêndio na Serra do Curral

(Foto: CBMG/divulgação)

Militares do Corpo de Bombeiros combatem desde a noite desse domingo (14) incêndios em quase toda a extensão da Serra do Curral, na região Centro-Sul de Belo...Leia mais.

Homens fogem depois de tentar explodir caixa eletrônico na UFMG

(Foto: Regiane Alves/RecordTV Minas)

Três homens fugiram na madrugada deste domingo (14) depois de tentarem explodir um caixa eletrônico em um dos prédios do campus da UFMG (Universidade Federal de Minas...Leia mais.

Homem é encontrado morto em apartamento na Região da Pampulha, em Belo Horizonte

(Foto: Elton Lopes/TV Globo)

Um homem foi encontrado morto dentro de um apartamento, na manhã desta segunda-feira (15), no bairro Santa Terezinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte.

De acordo...Leia mais.

PM prende 26 pessoas e recupera 170 aparelhos celulares furtados na Parada LGBT, em BH

Nove colombianos e 17 pessoas foram detidas entre a tarde e início da noite desse domingo (14) por furto a participantes da 22ª Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte, que teve concentração na Praça da...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG