Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
MG: Polícia investiga alunos que se fantasiaram de Bruno e Macarrão
Publicado em 05/09/2018 11:09

Amigos aparecem em foto com luvas de goleiro e saco preto com o nome de Eliza Samúdio e podem responder por apologia ao crime.

(Foto: Reprodução / Band News FM)

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga a conduta de dois alunos do Instituto Federal do Sul de Minas, que na última quarta-feira, 29, fantasiaram-se de goleiro Bruno Fernandes e seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão.

Os alunos usaram as fantasias durante uma festa. O caso ganhou grande repercussão após fotos serem publicadas em redes sociais, mostrando os jovens usando luvas de goleiro e segurando um saco preto com o nome de Eliza.

Os estudantes podem ser acusados de apologia ao crime, e caso condenados pegar até seis meses de prisão.

O ex-goleiro do Flamengo Bruno foi preso em 2010, acusado de planejar a morte da ex-amante, a modelo Eliza Samúdio. Macarrão e outras sete pessoas foram acusadas de participar do crime. O corpo de Eliza nunca foi encontrado.

Em nota, o Instituto Federal Sul de Minas disse que repudia qualquer ato que incite a violência de gênero, feminicídio ou qualquer tipo de crime. A entidade ainda ressaltou que o evento não possui nenhum vínculo com o instituto, e que a festa foi realizada fora do horário de aula.

Leia abaixo a nota da universidade na íntegra:

O IFSULDEMINAS - Campus Inconfidentes repudia, veementemente, qualquer ato que incite a violência de gênero, feminicídio ou qualquer outro tipo de crime. Consideramos a apologia aos atos citados absolutamente inadmissível e isso não deve ser tratado, em hipótese alguma, como um tipo de brincadeira.

Esperamos dos estudantes do nosso Campus a consciência para compreenderem a gravidade deste assunto e neste sentido contamos com ações promovidas por meio do Grupo de Estudos de Gênero, Arte, Educação e Sexualidade – GAES, da Semana das Diferenças e do Grupo de Teatro Arte Federal.

Vale esclarecer que, todo e qualquer membro da comunidade da nossa instituição, seja servidor ou aluno, é antes de mais nada cidadão e como tal deve responder pelos seus atos e suas consequências.

Fonte: Redação Band News FM

Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG