Home | Plataforma CSCS | Webmail | Documentos | Dúvidas Frequentes | Facebook | Instagram | Fale Conosco
HOME | INSTITUCIONAL | ASSOCIE-SE JÁ! | SERVIÇOS OFERECIDOS | HOTÉIS DE TRÂNSITO | REGIONAIS | POUSADAS | CASA DE APOIO | PROTEÇÃO AUTOMOTIVA | JURÍDICO | FALE CONOSCO | CSCSTV (vídeos)
img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

img

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nome:
Email:
Confirme seu cadastro:
Nome:
(DDD)
Confirme seu cadastro:
Suspeito de matar mulher na frente da filha se entrega à polícia
Publicado em 31/08/2018 10:08

Eduardo Gonçalves de Sousa, 34, estava foragido desde o dia do crime e deve ser interrogado nesta sexta-feira. Ele matou a companheira com 20 facadas, no Itapoã.

(Foto: Arquivo)

Está preso o homem suspeito de matar a esposa com 20 facadas dentro de casa, no Itapoã, na noite de domingo (26/8). Eduardo Gonçalves de Sousa, 34, se entregou à Polícia Civil na tarde desta quinta-feira (30/8). De acordo com testemunhas, Eduardo não aceitava o pedido de divórcio e teria cometido o crime, na frente da filha de nove anos do casal.

A menina gritou por ajuda ao irmão, de 20 anos, que estava na porta de casa. Quando o jovem entrou na casa, percebeu que a vítima, Maria Regina Araújo, 44 anos, estava caída ao chão, ensanguentada. O homem fugiu a pé, descalço, e com a faca do crime na mão.

Eduardo será interrogado pela equipe da 6ª DP (Paranoá) nesta sexta-feira (31/8). Foi esta delegacia, responsável pelo caso, que recebeu Maria Regina duas semanas antes do feminicídio. Ela registrou uma ocorrência de ameaça contra o companheiro, afirmando aos agentes que o homem não aceitava o fim do relacionamento. Ela chegou a pedir medida protetiva, mas teve a demanda negada pela Justiça em 16 de agosto, por falta de elementos que se enquadrassem à Lei Maria da Penha.

Amigos de Maria Regina acreditam que o crime foi premeditado. Uma semana antes do assassinato, Eduardo pediu demissão do emprego, em uma residência do Lago Sul. Fez empréstimo e chegou a enviar fotos de caixões para amigas próximas de Maria Regina. Ele acreditava que as colegas da mulher a incentivavam a pedir a separação.

Maria Regina trabalhava como doméstica em uma casa no Lago Sul havia quase 20 anos. Natural do Maranhão, chegou a Brasília em 1998. Ela e o agressor chegaram a trabalhar na mesma residência. Ele era caseiro no local, mas há quase um ano deixou o serviço. O corpo de Maria Regina foi enterrado no Maranhão.

Fonte: Bruna Lima – Correio Braziliense

Foto: Arquivo
MAIS NOTÍCIAS
Confira como foi o Dia das Crianças no CSCS

O sábado, 12 de outubro, foi comemorado com muita diversão e alegria pelas crianças que passaram pelo Centro Social dos Cabos e Soldados (CSCS PM/CBM-MG) em BH. Com atividades recreativas e muitas guloseimas, as...Leia mais.

CSCS de Governador Valadares constrói novas churrasqueiras na Sede Campestre

O Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) regional Governador Valadares, através dos funcionários Fabinho, Elessandro e Sebastião, que tiveram...Leia mais.

II Semana de Integração e Saúde aconteceu no CSCS

O Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG) foi sede da II Semana de Integração e Saúde, organizada pelo Centro de Atividades Musicais da PMMG,...Leia mais.

CSCS participa de 3º Encontro entre Parlamentares e Lideranças no âmbito do Movimento Sou Minas Demais

O presidente do Centro Social dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CSCS PM/CBM-MG), Cabo Coelho, junto ao diretor administrativo do CSCS, Sgt Oliva, estiveram presentes no 3º Encontro...Leia mais.

Polícia recupera carga roubada de três toneladas de explosivos

(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil recuperou, na noite desta segunda-feira (23), uma carga de três toneladas de explosivos que havia sido roubada durante manhã, na BR-381,...Leia mais.

VER TODAS AS NOTÍCIAS
Redes Sociais
Centro Social dos Cabos e Soldados PM/CBM-MG - Rua Dom Oscar Romero, nº 500 - Belo Horizonte - Minas Gerais
Central de atendimento ao Sócio cscs@cscs.org.br | Fone Sede Social: (31) 3371-6563
© 2019 | Assessoria de Comunicação - CSCS PMCBM-MG